Feeds:
Posts
Comentários

arnold schwarzenegger que o diga!!

Anúncios

THIS IS YOUR GOD

IS THIS YOUR GOD??????????

via trabalhosujo

aposto no Goku

goku vai penar.. mas ganha

NYC mayor

jay-z thoughts

Para ler ouvindo Sharon Jones & The Dap-Kings – Naturally – This Land Is Your (link)

Ao voltar as aulas, minha rotina diária recomeçou.. aula/trabalho/entreter a mente.

Como minha semi férias me impediu de estar em dia com o calendário cinematográfico, tive que bater ponto no Cinemark dois dias seguidos (depois de atingir 2500 pontos no CineSystem e não ganhar nada de mais [dois ingressos e uma pipoca] estou reconsiderando na hora de decidir por qual estabelecimento escolher).

Segunda-feira foi o dia de rever o sempre policial, viúvo, com filhos mortos ou raptados, buscando vingança Mel Gibson. Em Edge of Darkness, no Brasil como O Fim da Escuridão, volta-se a colocar Gibson em seu único personagem. Desde Mad Max, passando por Coração Valente, a série Maquina Mortífera, até O Patriota, ele é sempre movido por alguma espécie de vingança. Até no magnifico Sinais, essa idéia está semi presente. Isso não é necessariamente uma coisa ruim. Tá bom que aquela idéia de homem indestrutível, apelações foda etc, cansa um pouco, mas tudo bem, that’s what we sign for quando compramos o ingresso de um filme de Mel Gibson.

Gibson badass

Esse é o problema de O Fim da Escuridão, o processo de vingança da filha de Thomas Craven (Gibson) é muito “intermediário”. É mais do que um Pai comum faria com certeza, mas não chega ao pés de Liam Neeson em Busca Implacável, e muito menos do que Denzel Washington em Chamas da Vingança. O filme não é horrível por isso. Não quero também exigir muito do quase sessentão. É sempre bom ver Mel Gibson na tela. Não é um ótimo ator, mas é muito carismático. Minha mãe como eterna fã, adorou. Já meu pai, foi mais whatever.

[ATUALIZAÇÃO: em uma entrevista num programa de TV para divulgar Edge of Darkness, Mel Gibson xinga o reporter depois que este começa a falar merdas constantemente sobre o problema que Gibson teve com bebidas:]

Terça-feira, o contexto era outro, o tema era outro e principalmente, o protagonista era outro, sem querer desmerecer Gibson. Mas desse cara eu sou fã, na verdade, muito fã (principalmente depois de Michael Clayton).

No drama/comédia Up In The Air (me recuso a falar “Amor Sem Escalas”, WTF?, não para esse filme, mesmo) George Clooney é tão foda, que ele te conquista já na introdução do personagem. Antes disso, Up In The Air inicia com uma das aberturas mais legais e interessantes que eu já vi no cinema. A música, a montagem e as fontes em perfeita harmonia. Ali eu já podia dizer que o filme seria bom.

Não vou entrar em uma crítica “aprofundada” e dar uma de Isabela Boscov ou Pablo Villaça. Veja o trailer e veja o filme. Mas alguns detalhes valem ser ressaltados. Clooney, como profissional em demitir outros profissionais, vive constantemente com pessoas mas ao mesmo tempo não.

Ele desenvolve esse personagem tão bem que você literalmente consegue vivenciar a mesma experiência que ele está passando. E da mesma forma que Ryan (Clooney) se transforma ao decorrer do filme, você também literalmente sente todas essas mudanças dentro de ti ao ver o filme. Passando pelos mesmos processos que ele, do cume ao precipício. Somado a isso, a belíssima direção de Jason Reitman, que já nos presenteou com os também tocantes Obrigado Por Fumar e Juno.

Ao meu ver, esse tipo de filme, onde o roteiro e os personagens conseguem realmente mexer com o telespectador, são os melhores. E George Clooney tem feito isso muito bem ultimamente. Somado a isso, a belíssima direção de Jason Reitman. Que já nos presenteou com Obrigado Por Fumar e Juno (trailers se você clicar em cima).

"You know that moment when you look into somebody’s eyes and you can feel them staring into your soul and the whole world goes quiet just for a second?"

É difícil dizer, pois ainda não vi todos os outros indicados a Melhor Ator no Oscar, mas aposto em Clooney. Já como melhor filme, é quase impossível concorrer com Avatar. De qualquer forma, vale muito o ingresso. Tirando ou colocando na mochila as coisas ao nosso redor e as pessoas, nossas vidas podem ser resumidas a isso, ou não (tem que ver o filme pra pegar essa).

PS: Ontem a série mais relevante, odiada e amada dos últimos anos começa a sua última temporada. Não preciso nem dizer qual é. Essa semana ainda, algum parecer no andifyoudontknownowyouknow.wordpress.com .

Why are you on this island?”

PS: Desculpem o texto meio mal estruturado, foi feito num bloquinho de notas durante a aula e polido na correria do trabalho!

Para ler ouvindo: Young Forever – Jay-Z feat Mr Hudson (link)

“There and back again”..

São muitos os assuntos que quero tratar nessa volta de féria não mencionadas anteriormente..

Começarei pela maior novidade do entretenimento no momento. A evolução do que chamamos de cinema. Como já mencionado aqui, eu já esperava uma puta experiência após ver o trailer em 3D de AVATAR. Mas só ao sentar na sala do cinema IMAX (o que é isto?) de Curitiba que eu concretizei essa idéia, e melhor, me surpreendi mais ainda. Avatar hoje já está em segundo na lista dos filmes mais rentáveis da história, com cerca de1,335 bilhões de dólares Atrás apenas de, veja só, Titanic. É, James Cameron é o “rei do mundo”, mesmo.

avatar imax 3d

Independente do roteiro mais amorzinho e natureza, comparado de Pokahontas a Dunna, o filme é sensacional. Desde a escolha dos atores até aos mínimos detalhes das criaturas de Pandora, James Cameron foi feliz. Sam Worthington já havia salvado Terminator Salvation, sendo literalmente uma das poucas coisas que se “salvava”. Agora como Jake Sully ele se consagra um excelente ator, digno de estar onde está. Pena que isso pode vir a mudar. Revi o trailer de Fúria de Titãs hoje no cinema, ele interpretará Persus no épico, senti um cheiro de bomba vindo aí.

Voltando a Pandora, Cameron consegue fazer o filme ser tão verídico até mesmo nas cenas mais grandiosas e cheia de elementos digitais. Todas as criaturas, naves, máquinas e natureza do filme são muito verdadeiras. Até os poros nos rostos dos Na’Vis são perfeitamente visíveis. Não sei se por ter visto no IMAX, que possui uma maior definição, fiquei tão surpreso com tanta perfeição nos detalhes. Quando Neytiri interage com Jake (não o seu avatar) é inacreditável, você acredita que é uma Na’Vi e um humano realmente.

O 3D de Avatar não usa de água jogada na cara para pularmos na cadeira. E isso é ótimo, a tecnologia desenvolvida gera uma perspectiva praticamente igual a vida real. Para mim foi muito mais um documentário sobre um planeta distante do que um filme. Lembro do trailer de Alice no País das Maravilhas e vejo que Tim Burton já começa muito atrás de Cameron. Simplesmente não fiquei com a mínima vontade de ver a semi animação do excêntrico Ainda mais que será dublada (deixando Johnny Depp apenas com caras e bocas), nas salas em 3D. Até isso Cameron fez escola, conseguiu desenvolver legendas em 3 dimensões garantindo para os próximos filmes nesse formato uma experiencia mais completa. Ao sair da sala o único filme que eu gostaria de ver novamente no IMAX 3D era Avatar novamente.

Neytiri and Jake's Avatar

Posso continuar a falar por muito mais tempo aqui, voltei de Curitiba para Floripa praticamente só falando disso, mas não quero sufocar. JC salvou a industria do cinema, literalmente. Quando Avatar chegar em blu-ray e dvd vou passar direto por eles. Não quero apagar nem substituir na memória a experiência do 3D na tela gigante. O home entertainment ainda não consegue proporcionar as mesmas sensações. AINDA.. Próximo post será sobre as conseqüências positivas disso tudo.. TV’s, Canais e até a Copa do Mundo da África em 3D.. Quem se fode com isso agora é a galera que vende dvd’s alí no Mercado Público, ou não… afinal, sempre tem alguém que desmerece a dedicação alheia. Que tanto faz ver em 3D, Imax, Cic, dublado, legendado, blu-ray, dvd, VHS etc. PQP, QUEM FOI VER AVATAR por favor, veja em 3D, de preferencia legendado!! Caso contrário, pode parar de ler o blog, você não é meu público alvo.

ps: a próxima obra prima que me fará voltar ao IMAX é o novo de Nolan.. Inception vai salvar 2010.. ou não.

ex cameron's agora com nolan.. caprio

para ler ouvindo: The Last Time – The Rolling Stones

De volta como uma lua nova, venho aqui justificar a minha ausência tão reclamada pelos leitores assíduos deste blog. Além de muita correria na vida, o trabalho interdisciplinar consumiu bastante do meu tempo.. mas claro que a vida social  e a falta de algum assunto relevante o suficiente também.

Algumas madrugadas em claro, muito cérebro e tempo dedicado a ele. A recompensa é muito mais pessoal do que propriamente notas ou prêmios. Mas é suficiente?? haaa É um verdadeiro trabalho psicológicos (pelo menos pra mim) além do físico e mental.

Uma campanha de reposicionamento, atingindo de jovens a adultos, de nerds a skatistas. Usando as mídias da melhor forma possível,  de redes sociais a anúncios específicos para cada revista.

Segue aqui alguma peças do trabalho para Fila:

Alguns dos anúncios de revista:

Hotsite da Campanha

Hotsite versão mobile:

Logos paras os perfis nas redes sociais:

Material de PDV:

Mapa das mídias:

E para finalizar o vídeo do canal do youtube (consumidor como mídia):

É isso.. faltou o spot mas nao consegui por..  Quero agradrecer o meu grupo pelo trabalho e parabenizar os meus queridos colegas/concorrente, mais um semestre de coisas legais, diferentes, caóticas, horríveis, cocotagem e aprendizado.

prometo mais atualizações que façam a diferença na vida de todos..